A Prefeitura de São Paulo deverá publicar em abril a versão final do edital sobre os contratos com as empresas de transporte, que dará início à troca dos ônibus a diesel por elétricos e híbridos.

A fase de consulta pública encerrou-se no dia 5 de março. As sugestões e críticas enviadas por escrito estão sendo avaliadas pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT-SP).

Com o texto final do edital, o secretário de Transportes, Sergio Avelleda, espera lançar a licitação pública ainda em abril, receber as primeiras propostas até maio e assinar os primeiros contratos até julho.

Terminal de ônibus do Sacomã: rumo ao transporte sustentável em São Paulo

O edital fixa metas rigorosas de controle de poluição dos 14.400 ônibus operacionais da frota atual (98% deles a diesel), abrindo caminho para a conversão dos veículos para modelos elétricos.

A primeira versão do edital  foi publicada no dia 20 de dezembro. A fase de consulta pública foi prorrogada de 3 de fevereiro para 5 de março.

O edital saiu uma semana depois que a Câmara Municipal aprovou uma nova lei ambiental com regras mais rígidas de controle de emissão de poluentes.

A lei 16.802/2018 foi sancionada pelo prefeito João Doria no dia 17 de janeiro e publicada no “Diário Oficial do Municipio”.

Os contratos com as empresas de ônibus venceram no final de 2013 e têm sido renovados em caráter emergencial desde 2014.