O lançamento do Renault EZ Go no dia 8 de março, no Salão de Genebra, mostrou como será o automóvel do futuro próximo.

Não será mais um carro, e sim um robô elétrico de transporte de passageiros, totalmente autônomo (ver vídeo abaixo).

É um novo conceito de automóvel, a ocupar as mentes mais criativas da indústria de veículos. O EZ-Go não é o único a rodar nessa direção.

Interior do EZ Go: conforto de uma sala de estar e visão externa de 360º

VOLKSWAGEN

A Volkswagen também apresentou no Salão do Automóvel de Genebra um veículo semelhante, o ID Vizzion, cujo “conceito” já tinha sido antecipado num teaser em fevereiro.  

Eles ainda se parecem com um carro e têm quatro rodas, mas as semelhanças param por aí. Não têm volante, nem painel de instrumentos, nem câmbio e nem pedais.

E o habitáculo de passageiros se parece mais com um sala de estar (EZ Go), ou com a primeira classe de um avião (ID Vizzion), do que com o interior de um automóvel comum.

Os robôs de transporte são a opção de mobilidade urbana compartilhada para quem não quer (os mais jovens) ou não pode (os mais velhos) dirigir seu próprio carro.

Como são autônomos, podem ser acionados por aplicativos, como um Uber sem motorista. O robô apanha o passageiro no local combinado, leva-o até o seu destino e segue em frente.

DESIGN

Da grandes empresas de automóveis, a Renault é a que mais avançou nesse conceito. O EZ G0 (de “Easy Go”) tem um design arrojado e  capacidade para seis pessoas.

Seu interior tem um assoalho plano no vão central, ladeado por poltronas e mesinhas. A velocidade máxima é de 50 km/h. O veículo é totalmente controlado por uma central de comando externa.

O único instrumento a bordo é uma tela, com informações sobre hora, temperatura externa e tempo de demora até o destino.

A entrada é pela frente – o teto e o capô se elevam. Uma rampa permite o acesso fácil a carrinhos de bebê ou cadeiras de rodas.

A área envidraçada na frente, no teto e nas laterais permite visão de 360º do ambiente externo. Os passageiros sentam-se ao nível dos pedestres na rua.

Segundo a Renault, o EZ Go tem capacidade de condução autônoma nível 4, o que significa que o veículo pode manter-se a distância segura do carro da frente, mudar de faixa, dobrar nos cruzamentos e contornar acidentes no percurso.

O EZ Go integra uma família de robôs autônomos de mobilidade urbana que o grupo Renault – hoje formado pela aliança com a Nissan e a Mitsubishi – pretende lançar nos próximos seis anos.

COMANDO DE VOZ

ID Vizzion: por fora, parece um sedã comum…

Já a ID Vizzion da Volkswagen, embora bem mais parecido com um carro convencional (externamente), aposta nos recursos de inteligência artificial para marcas suas diferenças.

Movimenta-se por comando de voz e de gestos do usuários, por meio de sensores a bordo. As informações úteis aos passageiros são projetadas no vidro dianteiro por holograma.

O veículo transporta quatro passageiros em confortáveis poltronas individuais.

É totalmente elétrico, e pode chegar a 180 km/h, com autonomia de  400 km.

…por dentro, só quatro poltronas de 1ª classe

Abalada pelo “dieselgate” de setembro de 2015 – o escândalo de manipulação de testes de emissão, descoberto nos Estados Unidos -,  a montadora alemã se esforça por se reinventar.

Seus planos incluem lançar mais 50 veículos elétricos até 2025  e encerrar a produção de veículos a combustíveis fósseis (gasolina e diesel) até 2030.

Vídeo do EZ Go (em inglês):